A posição crítica assumida pelos 31 representantes dos sindicatos filiados na Federação dos Trabalhadores Portuários presentes na assembleia geral de 27 de abril, fez reagir a Sr.ª Ministra.

By Abril 28, 2018FNSTP

O ofício crítico dirigido à Sr.ª Ministra, Ana Paulo Vitorino, foi mal recebido.

Este diferendo que se prolonga à quase dois anos, tem na sua génese um documento titulado “Atividade Operacional Portuária – Serviço Público” que a Federação apresentou em julho de 2016 na sequência de uma reunião havida com a Sr.ª Ministra.

A posição de todos os sindicatos portuários filiados na FNSTP inserta no referido ofício com cariz de ultimato, ainda que mal aceite, levou a que a Sr.ª Ministra anunciasse de imediato a disponibilidade do seu gabinete para reunir já no próximo dia 4 de maio com a Federação.

Também a UGT foi convocada a reunir com a Sr.ª Ministra no mesmo dia. O envolvimento daquela central sindical na qual a FNSTP é filiada, traduz-se no seu esforço para viabilizar a legítima pretensão da Federação.