Skip to main content
Monthly Archives

Novembro 2019

OS SINDICATOS PORTUÁRIOS REUNIDOS EM ASSEMBLEIA GERAL, PRESTARAM HOMENAGEM AO SEU ILUSTRE ADVOGADO, DR. SILVESTRE DE SOUSA

By FNSTP

A assembleia geral ordinária da FNSTP, agendada para o dia de ontem, realizou-se no Hotel Melia Ria Aveiro, na cidade de Aveiro, reunião que contou com a presença de todos os sindicatos filiados naquela organização sindical.

Da Ordem de Trabalhos constava a aprovação do Orçamento e da Proposta de Quotização para o ano de 2020; a fixação do número de representantes dos sindicatos nas assembleias gerais a realizar no mesmo período; bem como outros assuntos de interesse político-sindical.

Foram ainda debatidos diversos temas de índole laboral que preocupam os dirigentes sindicais representativos dos diversos portos nacionais, com relevância no porto de Sines, onde é patente a preocupação dos trabalhadores, quanto à sua estabilidade de emprego, conhecido que foi o anúncio do encerramento das Centrais Termoeléctricas do Pego e de Sines, em 2021/203, na sequência do estado de emergência climática assumido pelo Governo português, e, no porto da Praia da Vitória, nos Açores, os trabalhadores reclamam serem alvo de negociações de conteúdo diferenciado e de expressão discriminatória respeitantes a colegas de trabalho portuário em atividade no porto da Praia da Vitória, não abrangidos pelo Acordo de Empresa celebrado pelo sindicato local.

A este respeito, a assembleia aprovou o texto de uma Carta Aberta à Inspeção Regional do Trabalho e à Empresa Operterceira, aos Armadores e aos demais utentes do porto da Praia da Vitória, a ser enviada à imprensa, denunciando discriminações e violações da lei e da regulamentação coletiva, imputáveis à gestão empresarial.


Durante a tarde decorreu a

HOMENAGEM AO HOMEM E AO JURISTA

Mais de quatro décadas ao serviço da Federação, dos sindicatos e, fundamentalmente, dos trabalhadores portuários

Perante a circunstância de não poder prosseguir com os seus préstimos à FNSTP, os sindicatos quiseram promover-lhe uma simbólica e sentida homenagem, demonstrando toda a gratidão, pela sua dedicação e amizade, pelo respeito que sempre soube cultivar no relacionamento que manteve com todos e cada um dos dirigentes sindicais, quer fosse de índole pessoal, quer ao nível profissional e ou institucional.

Muitas foram as intervenções de agradecimento, ao HOMEM cordial, pleno de simpatia, que procurou sempre um juízo equidistante e imparcial nos seus conselhos e opiniões, que dedicou parte da sua vida profissional e pessoal, na defesa e dignificação do setor portuário nacional nas últimas quatro décadas, e ao JURISTA, que esteve ao leme das várias reformas legislativas do setor portuário, criando relações de confiança, pugnando pela proteção jurídica da igualdade, levou sempre o seu compromisso com a Federação, Sindicatos e Trabalhadores como missão e devoção, contribuindo para elevar a dignidade humana como eixo fundamental na condição dos trabalhadores portuários.

Para assinalar o momento, houveram presentes,

discursos,

e emoções.